Bem-vindo à Telediu // Produtos Médicos e de Saúde!

  • Inicio
  • Blog
  • Por que optar pelo uso do DIU na adolescência

Por que optar pelo uso do DIU na adolescência

images

28/04/2022

Nas últimas décadas, grandes transformações sociais ocorreram no Brasil e no mundo, levando a uma mudança acentuada de padrões, principalmente, entre os adolescentes. Mas, o aconselhamento sexual das famílias e das escolas, na maioria das vezes, não acompanhou essas mudanças, ficando distanciado da realidade dos jovens.

O resultado disso, é que apenas um terço dos jovens usaram algum método contraceptivo na primeira relação, se expondo a uma gravidez indesejada ou a uma doença sexualmente transmissível. A falta de informação e conhecimento, a dificuldade de acesso aos métodos anticoncepcionais e o medo da família descobrir, levam os adolescentes a esse descuido, que é muito perigoso.

É importante saber que, em geral, as adolescentes podem usar quase todos os métodos contraceptivos e devem ter acesso fácil às diversas opções existentes. A idade em si não constitui uma razão médica para negar qualquer método às adolescentes, pelo contrário, muitos dos critérios de contraindicação que se aplicam a mulheres adultas não se aplicam às adolescentes, por diversas condições.

Aspectos sociais e de conduta devem ser considerações importantes na escolha dos métodos anticoncepcionais para as adolescentes, porque a maior exposição a contágio de doenças sexualmente transmissíveis é um fato confirmado dentro dessa faixa etária.

É comprovado que jovens usuárias de pílulas anticoncepcionais têm uma tendência maior de esquecimento ou de interrupção de uso, por esse motivo, as entidades médicas mais importantes do mundo têm recomendado a indicação de métodos contraceptivos de longa duração pela sua eficácia e praticidade, para todas as mulheres, adolescentes ou não, que não planejam engravidar tão cedo.

Os DIUs hormonais ou DIUs não hormonais, de cobre ou cobre/prata, são os métodos de longa duração mais utilizados. Mas é sempre muito importante conversar com um médico ginecologista para obter informações sobre os tipos de DIU, para orientar e ajudar a decidir o melhor, especificamente, para cada caso.

A educação e orientação sexual adequada é um grande desafio que implica em enfatizar a participação da família, das escolas, do sistema de saúde e dos meios de comunicação, para que se possa ajudar as mulheres, adolescentes e adultas, a encontrarem soluções mais maduras e conscientes para a sua vida.

Sugestões para você

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba novidades.